Carteira de Identidade

Atestados

IIPR - Notícias

13/06/2018

Papiloscopistas no local do crime

Acompanhando a evolução dos ilícitos penais, e o clamor daqueles que são vítimas do inimigo do alheio, o Instituto de Identificação do Paraná (IIPR), visando chegar a identificação do autor e/ou autores, implementou há dez anos, a Perícia Papiloscópica em local de crime.

A perícia em tela, atua nas vinte e duas Seções Regionais de Identificação e na capital do estado do Paraná - ela está vinculada, a Subdivisão de Operações e Perícias. A atividade é desenvolvida por papiloscopistas do (IIPR), e consiste na coleta de fragmentos de impressões digitais em móveis, veículos, e objetos. Além da confecção de fotos do local, onde o crime acontece.

Finalizada a perícia, a equipe que esteve no atendimento da ocorrência elabora o relatório dos fatos compilados. Ato contínuo, o relatório com as possíveis evidencias encontradas são encaminhadas para o laboratório papiloscópico, em casos de material retirado da cena do crime, e para o setor de Cadastro de Pesquisa e Confronto de dados cadastrais e biométricos.

Local onde é efetivada a análise e confronto das evidências localizadas, antes de retornarem para o setor de perícia em local de crime que confeccionará o laudo papiloscópico. Posteriormente, o laudo é encaminhado ao delegado de polícia que solicitou a presença dos papiloscopistas no local do fato delituoso.

A Subdivisão de Operações e Perícias engloba além do setor de Perícia em local de Crime, os setores de Laboratório Papiloscópico, Cadastro, Pesquisa e Confrontos de Dados Cadastrais e Biométricos (AFIS), Operacional de Coleta papiloscópica, Perícia Necropapiloscópica e o de Representação Humana.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.